¿Qué piensan los futuros profesores sobre el uso de la calculadora en la educación primaria?

  • Keli Cristina Conti Faculdade de Educação/Universidade Federal de Minas Gerais http://orcid.org/0000-0001-5662-2923
  • Mariana Lima Vilela Faculdade de Educação/Universidade Federal de Minas Gerais
  • Nayara Katherine Duarte Pinto Faculdade de Educação/Universidade Federal de Minas Gerais

Resumen

Aún encontramos cierta resistencia en cuanto al uso de la calculadora en el ámbito educacional, especialmente en la educación primaria a pesar de que esa herramienta tecnológica está presente en nuestro día a día. Ante este contexto, y en el marco de un proyecto de investigación en desarrollo, se propuso hacer un taller de estudios y prácticas con estudiantes de un curso de Pedagogía en una universidad brasileña. Con el fin de investigar y analizar cualitativamente las concepciones previas y posteriores a las actividades de los futuros profesores sobre el uso de la calculadora en la educación primaria; se presentan las reflexiones y re significaciones de los futuros profesores sobre el uso de la calculadora y las actividades propuestas con esta herramienta tecnológica. Después del análisis de datos reunidos, comprobamos que la mayoría de los futuros profesores apoya el uso de la calculadora en este nivel de enseñanza

Biografía del autor/a

Keli Cristina Conti, Faculdade de Educação/Universidade Federal de Minas Gerais
Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino (DMTE)
Mariana Lima Vilela, Faculdade de Educação/Universidade Federal de Minas Gerais
Mestranda do Programa de Pós-graduação em Educação: Conhecimento e Inclusão Social da Faculdade de Educação.
Nayara Katherine Duarte Pinto, Faculdade de Educação/Universidade Federal de Minas Gerais
Mestranda do Programa de Pós-Graduação: Mestrado Profissional em Educação, da Faculdade de Educação.

Citas

Bogdan, R. C., & Biklen, S. K. (1994) Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria dos métodos. Portugal: Porto Editora (Coleção Ciências da Educação).

Brasil (1997). Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: matemática. Brasília, Brasil: MEC/SEF.

Conti, K. C., Vilela, M. L., & Pinto, N. K. D. (2017a). Concepções de futuros professores sobre o uso da calculadora nos anos iniciais do ensino fundamental. Anais do Congresso de Inovação e Metodologias no ensino superior, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, 3. Conti, K. C.,

Vilela, M. L., & Pinto, N. K. D. (2017b). Uso da calculadora nos anos iniciais do ensino fundamental: concepções dos futuros professores. Cadernos de Pesquisa, 24(especial), 53–67. https://doi.org/10.18764/2178- 2229.v24nespecialp53-67

D’Ambrosio, U. (1986) Da realidade á ação: reflexos sobre educação e matemática. São Paulo: Summus: UNICAMP.

Fernandes, S.H.A.A.; Healy, L.; Martins, E.G.; Rodrigues, M. A. S., & Souza, F. R. (2011). Ver e ouvir a Matemática com uma calculadora colorida e musical: estratégias para incluir aprendizes surdos e aprendizes cegos nas salas de aulas. Em M.D. Pletch e A.R. Damasceno (Orgs.), Educação Especial e inclusão escolar: reflexões sobre o fazer pedagógico, (pp. 97-111). Seropédica, Brasil: EDUR.

Imenes, L. M. P., & Lellis, M. (1997) Matemática. São Paulo, Brasil: Scipione.

Leandro, E. G. (2014) Polikalc: a criação de um objeto de aprendizagem para o ensino de cálculos aritméticos no ensino fundamental. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Matemática). Universidade Federal de Lavras, Lavras, Brasil.

Lopes, A. J., & Rodriguez, J. G. (2009) Metodologia para o ensino da aritmética: competência numérica no cotidiano. São Paulo, Brasil: FTD. Lopes, A. J., & Rodriguez, J. G. (2014) Matemática do cotidiano: matemática. (1a ed). São Paulo, Brasil: Scipione.

Santos, M. A., & Jahn, A. P. (2011) Uso da calculadora no ensino de Matemática nas séries iniciais: concepções de um grupo de estudantes de Pedagogia. In Anais, 13 Conferência Interamericana de Educação Matemática, Recife: Universidade Federal de Pernambuco. p. 01- 12. Recuperado a partir de: https://ciaemredumate.org/ocs/index.php/xiii_ciaem/xiii_ciaem/ paper/viewFile/2146/785.

Selva, A. C. V., & Borba, R. E. S. R. (2010) O uso da calculadora nos anos iniciais do ensino fundamental. Belo Horizonte, Brasil: Autêntica. (Coleção Tendências em Educação Matemática).

Van de Walle, J. (2009) Matemática no ensino fundamental: formação de professores e aplicação em sala de aula. (6a ed.). (P. H. Colonese, Trad.). Porto Alegre, Brasil: Artmed

Publicado
2017-12-01
Cómo citar
Conti, K. C., Vilela, M. L., & Pinto, N. K. D. (2017). ¿Qué piensan los futuros profesores sobre el uso de la calculadora en la educación primaria?. RECME - Revista Colombiana De Matemática Educativa, 2(1), 4-14. Recuperado a partir de http://ojs.asocolme.org/index.php/RECME/article/view/257
Sección
Artículos de Investigación